• Os malefícios dos Fast Foods

    Embora seja uma forma de se alimentar de maneira rápida e prática, além de estar em todos os lugares, o consumo dos fast foods não é nada bom para o organismo, pois são desprovidos de nutrientes básicos para o funcionamento do corpo e possuem altíssimo teor de gorduras saturadas, sódio e açúcares em sua composição, levando a um aumento no risco de doenças cardiovasculares, diabetes e/ou resistência à insulina, hipertensão e obesidade (síndrome metabólica).

    – Ácidos graxos trans e/ou saturados: o consumo excessivo aumenta o risco de desenvolver doenças cardíacas, pois aumentam os níveis de LDL (“colesterol ruim”) e reduzem os níveis de HDL (“colesterol bom”). As principais fontes desses ácidos graxos são encontradas na composição de alimentos como: sorvetes, cookies, chocolates, pães, cremes e sobremesas aeradas, produtos de fast food, óleos para fritura industrial e molhos para saladas.
    – Sal/Sódio – A elevada ingestão de cloreto de sódio (sal de cozinha) faz o organismo reter mais líquidos e aumentar o volume sanguíneo, que a longo prazo leva ao aumento da pressão (hipertensão), sendo responsável por infarto e acidente vascular cerebral. O consumo excessivo de sal pode também afetar os rins. Além disso alguns lanches possuem Glutamato monossodico, que em altas concentrações é responsável por causar lesões irreversíveis em diversas áreas do hipotálamo, levando a várias desordens metabólicas, ao aparecimento da chamada obesidade hipotalâmica, além de doenças neurológicas como o Mal de Alzheimer, a síndrome da fibromialgia e a doença de Huntington.
    – Açúcar – Uma refeição rica em calorias faz com que o corpo armazene uma parte em açúcar (glicose), que é uma fonte rápida de energia, porém seu excesso é depositado na forma de gordura (triglicerídeos), para ser usado como fonte de energia mais tarde. Por isso, alimentos ricos em açúcar podem elevar o nível de triglicerídeos, aumentando o risco de doenças cardiovasculares e gordura no fígado.
    Um norte americano decidiu passar um mês se alimentando exclusivamente de hambúrgueres, batata frita e refrigerantes. O que resultou em 11 quilos a mais, aumento de colesterol e outros sintomas como fraqueza e náuseas, além de deficiências nutricionais.

     

    Foi avaliado a composição nutricional de uma refeição realizada em Fast foods, composta por: um lanche, um refrigerante tipo cola de 500ml, uma porção grande de batata frita e um sorteve de casquinha. A tabela abaixo descreve a quantidade dos nutrientes que compõe essa refeição e ao lado o valor que uma pessoa pode consumir no dia (baseado em uma dieta de 2000kcal).

    Tabela nutricional de uma ÚNICA refeição em Fast Food Exemplo de Recomendação nutricional DIÁRIA
    Calorias: 1280kcal Calorias: 2000kcal
    Carboidrato: 171g Carboidrato: 300g
    Proteína: 36,1g Proteína: 75g
    Gorduras totais: 50,2g Gorduras totais: 55g
    Gordura saturada: 18,9g Gordura saturada: 5,5g
    Gordura Trans: 0,7g Gordura trans: não deve ser consumida!!
    Colesterol: 80mg Colesterol: 300mg

    200mg (histórico de doenças cardiovasculares)

    Fibras: 11,2g Fibras: 25 a 30g
    Sódio: 1469mg Sódio: 1500mg a 2000mg

     

    O consumo desse tipo de refeição, presente na dieta de muitos brasileiros leva a um aumento no peso, já que em uma única refeição temos mais da metade das calorias diárias, além de aumentar risco de doenças cardiovasculares, diabetes e pressão alta, devido a grande quantidade de gorduras e sódio, que ultrapassam a recomendação diária. Para evitar tudo isso, escolha opções de lanches mais saudáveis e naturais, com ingredientes integrais, verduras, legumes e carnes magras. Evite frituras e condimentos.

    Afinal, quanto mais colorida e natural for a refeição, mais nutrientes teremos para conquistamos um organismo mais saudável.

Agende sua Consulta

(11) 3059 6000 - seg à sex das 8h às 19h
Além de seus documentos pessoais, é muito importante que voce traga em sua primeira consulta seus exames mais recentes (anátomo patológico e exames de imagem) e o encaminhamento do seu médico.

 
 

Acreditações

Qualidade e excelência no atendimento reconhecidos no Brasil e no exterior.

Joint Commission International - desde 2014
Accreditation Canada - de 2010 a 2013
ONA - desde 2009